(34)988917135

NO AR

PEGADA SERTANEJA

Com Fabio Bruno

Brasil

Título da Notícia40° C: Inmet emite alerta de perigo para onda de calor em 5 estados

Massa de ar quente que está entre o Paraguai e o norte da Argentina deve influenciar o clima nos próximos dias. Temperaturas podem chegar a 40°C em algumas regiões.

Publicada em 12/03/2024 às 10:43h - 51 visualizações

por Web Radio Clube FM 105,9 Araxa MG


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Denys Silva)

Temperatura nas capitaisOnda de calor com 'alerta de perigo' do Inmet atinge 5 estados e deve durar até a próxima sexta

Por Roberto Peixoto, g1

 

 
 
 
 
 
  •  

  •  

  •  

 
 
 
 
 
 
 
Ativar som

Previsão do tempo: onda de calor no Centro-Sul do país

A terceira onda de calor do ano vai afetar áreas do Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul até a próxima sexta (15).

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesses estados as temperaturas máximas devem ficar 5°C acima da média. Em alguns locais, as temperaturas podem chegar até a 40°C.

Por causa disso, o instituto emitiu inclusive um "alerta de perigo", válido até o final da onda de calor. O aviso de temperaturas acima da média começou a valer na segunda-feira (11).

Previsão de onda de calor, de segunda (11) até a próxima sexta-feira (15), em áreas do MS, SP, PR, SC e RS. — Foto: Inmet/Reprodução

Previsão de onda de calor, de segunda (11) até a próxima sexta-feira (15), em áreas do MS, SP, PR, SC e RS. — Foto: Inmet/Reprodução

ENTENDA OS AVISOS DO INMET:

? O termo "onda de calor" é usado quando há um aumento de temperatura de 5ºC com relação à média mensal.

 

  1. ? Quando há a persistência desse padrão de 2 a 3 dias consecutivos, o Inmet emite um alerta de "perigo potencial", o chamado aviso amarelo.
  2. ? Já quando há a persistência desse padrão de 3 a 5 dias consecutivos, o instituto emite um alerta de "perigo", o chamado aviso laranja, como o que atinge grande parte da região Centro-Sul ao longo desta semana.
  3. ? Por último, quando há a persistência desse padrão por mais de 5 dias consecutivos, o Inmet emite um alerta de "grande perigo", o chamado aviso vermelho. Em novembro, um alerta do tipo foi emitido pelo Inmet.

 

??Por causa dessas altas temperaturas, na tarde de segunda-feira, Campo Grande (MS), já registrou a temperatura mais alta do ano até então: 35,8°C.

Rio Acre diminui 11 centímetros em 12 horas e tem 1º sinal de baixa na capital

Rio Acre diminui 11 centímetros em 12 horas e tem 1º sinal de baixa na capital

Saiba mais

Segundo Fábio Luengo, meteorologista da Climatempo, a atual onda de calor é resultado de um bloqueio atmosférico que impede o avanço de frentes frias pelo país, permitindo que o ar quente no centro do Brasil ganhe força, aumentando o calor.

O sistema também dificulta a formação de nuvens carregadas e mantém o ar seco e em gradual aquecimento.

 

"Nessa época do ano é comum ter algumas ondas de calor, porém elas costumam ser mais restritas ao Sul", diz.

 

Por isso, essa atipicidade local desta nova onda de calor tem uma explicação clara: o fenômeno El Niño.

Isso porque os últimos dados da Agência Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA) indicam que a temperatura do Pacífico Equatorial Centro-Leste permanece em níveis moderados de El Niño.

E apesar de ter passado do seu pico no final do ano passado e estar terminando em algumas semanas, o El Niño ainda está influenciando o clima no Brasil.

 

"A tendência é que, mais ou menos em meados de abril, ele realmente desconfigure e passa para a neutralidade, porém alguns efeitos dele, mesmo na neutralidade, no comecinho da neutralidade, ainda podem ser sentidos", alerta Luengo.

 

Ainda de acordo com a Climatempo, a previsão indica que essa massa de ar quente deve se expandir para o Triângulo Mineiro, todo o estado de São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Distrito Federal, Rondônia, Roraima e uma parte dos estados do Acre, Amazonas, Pará, Tocantins e Bahia.

Diferente de onda de calor (que tem termos técnicos que a caracterizam) essas regiões devem ter calor intenso até sexta-feira (15), com temperaturas cerca de 3 a 5ºC acima da média.

No mapa abaixo, é possível ver na prática os efeitos desse fenômeno.

? Nos estados que estão indicados pela faixa alaranjada, é esperado que as temperaturas fiquem cerca de 3ºC a 5ºC acima da média histórica nos próximos dias (o que NÃO é considerado onda de calor).

?Já naqueles outros indicados pelos tons avermelhados, os termômetros devem ficar acima de 5ºC ou mais da média (considerado onda de calor).

Mapa mostra regiões onde altas temperaturas devem ser registradas na semana que vem. — Foto: Inmet

Mapa mostra regiões onde altas temperaturas devem ser registradas na semana que vem. — Foto: Inmet

 

 

Veja como ficam as temperaturas nas capitais nos próximos dias, segundo o Inmet:

Previsão até o próximo fim de semana

 



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(34)984204067

Visitas: 52718
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - Web Radio Clube FM 105,9 Araxa MG - Whats (34)984204067
Sejam Todos Bem Vindo(a) a sua Web Radio Clube Fm 105,9 Araxá MG